top of page
  • Foto do escritorAna Paula Moscoso

Minha vida virou uma fanfic - Pamela Guerardt



Nenhum livro prepara você para quando é a sua vez de viver o clichê.

Vestidos floridos, velas aromáticas, amigas fiéis e músicas da Taylor Swift. Citações de Shakespeare durante um almoço intimista. Minha namorada por uma noite. Só tem uma cama. Canos estourados, protagonistas enxarcados, banhos de chuva. Depósitos e armários de vassouras carregados de tensão sexual. Uma mocinha desastrada, um carinha bom demais para ser verdade, um gato preto, o emprego dos sonhos.


E livros, muitos livros.


Pamela Guerardt misturou tudo isso e nos serviu uma dose generosa de histórias-boas-demais-para-serem-verdade-ou-para-acontecerem-comigo ou, para simplificar, uma fanfic.


Júlia Ana, assim como muitas de nós, ama livros e seu gato. Tem uma melhor amiga maravilhosa, uma família amorosa e um diploma encostado pegando poeira. A protagonista sonha com o dia que, finalmente, poderá ser mais uma assalariada que pega o transporte público, ajuda com as contas de casa e vive uma vida tranquila e sem muitas emoções.


Então, quando a oportunidade de trabalhar como editora de aquisição aparece, a personagem fica nas nuvens. Ela é perfeita para o trabalho e as chances de não ser contratada são muito pequenas.


Mas é aí que entra a fanfic, ops, o Henrique.


Henrique é um daqueles carinhas que são bonitos demais. Charmosos demais. Simpáticos demais. Usa um perfume muito bom, abre a porta do carro, tem uma fala mansa e modos perfeitos. É tipo o Edward Cullen, só que mortal.


O único problema é que, claro, Henrique está competindo pela mesma vaga que Júlia. E é claro que a chefe não vai conseguir escolher. Ela vai optar por submeter ambos a um período de teste. Estamos falando de uma fanfic, afinal.


Gente, eu amei esse livro. A autora entrega o que promete: a vida dessa menina vira uma fanfic. Reúne todos os clichês. Faz você ficar sorrindo para o Kindle enquanto lê e te arranca umas boas gargalhadas.


É como um livro da Ali Hazelwood: fofo, engraçado, confortável. Te deixa triste quando acaba porque você tem que voltar para a vida real. E nenhuma vida real é mais legal que uma fanfic.


A Júlia foi uma protagonista que me deu vontade de proteger do mundo e pegar para criar. Ela é uma boa filha, boa irmã, boa amiga. É competente e tem seus objetivos sempre em mente. Meu pano para ela é florido, tal qual os vestidos que ela usa.


O Henrique é meu tipo preferido de carinha: o carinha cadela. Enquanto a Júlia tava lá pensando nos mil e um motivos para não confiar em um cara tão bonito, o Henrique estava apenas sendo um grande admirador gentil e sorridente. Um ursinho carinhoso em forma de homem. Mas me fez passar muita raiva - homem, né?


Minha vida virou uma fanfic é a história perfeita para você que quer se alienar. Que não quer pensar em nada ruim, apenas em coisas boas e em homens bonitos. É um comfort book do início ao fim. E eu não tenho dúvidas que voltarei a essa história quando a vida estiver uma porcaria e eu quiser uma boa dose de felicidade - ou seja, de fanfic.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page